Carrasco mexicano apronta de novo e acaba com sonho do Flamengo

Pioneros leva a melhor e está na final da Liga das Américas

Por O Dia

Rio - O Flamengo tem um novo carrasco mexicano. O sonho de chegar ao bicampeonato da Liga das Américas terminou, neste sábado. O Pioneros de Quintana Roo, que já havia vencido o Rubro-Negro na primeira fase, aprontou de novo. Agora dentro do Maracanãzinho. Vitória na prorrogação por 82 a 81 (após empate de 74 a 74 no tempo normal). O torcedor do Fla deve ter se lembrado do América do México na Libertadores de 2008. O Cabañas da vez foi o pivô Keenan, autor de 25 pontos. Na final, neste domingo, às 20h15, o Pioneros vai encarar o Bauru. O Fla vai disputar o terceiro lugar contra o Peñarol, da Argentina, às 18h.

O Rubro-Negro pagou caro pelos erros nas bolas de três pontos (acertou apenas seis em 28 tentadas) e em lances livres decisivos. O Pioneros se aproveitou. E castigou o Flamengo com arma conhecida: Keenan. O pivô anotou 25 pontos e ainda pegou sete rebotes. Clemente anotou 14 pontos.

Flamengo foi derrotado e está fora da decisão da Liga das AméricasDivulgação

Pelo lado do Flamengo, Marquinhos foi o cestinha do time e do jogo com 27 pontos. Meyinsse anotou um duplo-duplo de 16 pontos e 11 rebotes. Herrmann contribuiu com 13 pontos, mas errou a bola que poderia ter dado a vitória ao Rubro-Negro.

O jogo

O Pioneros até começou na frente do placar, mas não por muito tempo. Marquinhos fez sete pontos e comandou a reação. Após uma cravada de Meyinsse, o placar apontava 12 a 6 para o Flamengo. O time mexicano parou o jogo. O Rubro-Negro continuou superior e abriu nove pontos de frente no primeiro quarto: 23 a 14.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O clube mexicano fez uma corrida de 6 a 0 no começo do segundo quarto. Neto pediu tempo. Marquinhos acertou uma bola de três e fez a primeira cesta do Fla no período. O ala sofreu uma falta quando tentou outro tiro longo. A arbitragem ainda deu uma falta técnica no Pioneros: quatro lances livres mais a posse de bola. O Flamengo fez cinco pontos em "um" ataque e novamente abriu vantagem. O Pioneros "voltou" ao jogo e, aproveitando-se de jogadas no garrafão e de lances livres, virou o placar. O Flamengo, porém, tinha Marquinhos. Ele bateu para dentro, fez a cesta e sofreu a falta. A torcida explodiu quando o ala acertou o lance de bonificação: 42 a 40 para o atual campeão da Liga das Américas. Placar do primeiro tempo.

Marquinhos foi o cestinha do Flamengo no jogoDivulgação

O Flamengo voltou para o segundo tempo errando em demasia. O Pioneros se aproveitou e virou o jogo. Uma cravada de Meyinsse levantou a torcida. O Fla retomou o controle do placar com um tiro longo de Marquinhos. Keenan respondia para o time mexicano levando a melhor no garrafão. O Pioneros abriu quatro pontos de frente. Neto parou o jogo. O time do México conseguiu segurar a reação rubro-negra e entrou no último quarto com dois pontos de frente (60 a 58).

LEIA MAIS: Basquete, vôlei, tênis e muito mais: acompanhe os esportes olímpicos

A torcida gritava "vamos virar, Mengo". O Pioneros abriu oito pontos de frente no último quarto. O Fla, na raça, foi buscar e virou o jogo. Porém, não conseguiu abrir. O jogo ganhou em emoção. O duelo, então, foi para a prorrogação.

FOTOGALERIA: Fla perde no Rio e dá adeus ao sonho do bi da Liga das Américas

No tempo extra, o Fla errou ainda mais nos tiros longos e em lances livres decisivos. O Pioneros se aproveitou. Nos últimos segundos, Soriano acertou dois lances livres e deu a vantagem aos mexicanos. O Flamengo teve a última bola, com quase quatro segundos no relógio. A bola foi na mão de Laprovittola. Ele perdeu o controle. Herrmann ainda teve a chance, mas errou. O carrasco mexicano aprontou de novo. Fim do sonho do bicampeonato.


Colaborou Edsel Britto