Flamengo banca Cristóvão Borges até o fim do Brasileiro: 'Confiamos muito nele'

Rodrigo Tostes, vice de Finanças, garantiu permanência do técnico

Por O Dia

Rio - Cristóvão Borges será mantido como técnico do Flamengo até o fim de 2015. Quem garante é o vice de finanças do clube e um dos mais fortes no futebol rubro-negro, Rodrigo Tostes. O treinador tem dito que se sente perseguido. Além disso, afirmou, em entrevista à ESPN Brasil, que algumas críticas têm cunho racista. A diretoria vê evolução no time, que venceu o Atlético-PR por 3 a 2, na última quarta-feira, no Maracanã, e quer garantir tranquilidade ao trabalho.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Cristóvão Borges não será demitido do FlamengoGilvan de Souza / FlaImagem

"A imprensa pode pressionar, mas Cristóvão será técnico do Flamengo até o final do Brasileiro. Confiamos muito nele e no trabalho do Rodrigo Caetano. O Conselho do Futebol não avalia o treinador por um jogo específico mas pelo crescimento e desenvolvimento do time", disse Tostes.

Mesmo no empate com o Santos e na derrota para a Ponte Preta, a diretoria aprovou a atuação do time do Flamengo. O treinador, no entanto, mostrou-se incomodado com a pressão externa que vinha sofrendo. Para ele, a suposta perseguição influencia a opinião da torcida, que contra o Peixe chegou a chamar o técnico de burro.

Tostes exalta a evolução da equipe sob o comando do treinador. Segundo o dirigente, em pouco tempo, os resultados provarão que o trabalho está sendo bem feito. As palavras do vice de finanças não deixam dúvida: para a diretoria, ainda é possível brigar por vaga na Libertadores de 2016:

"É nítido que o time melhorou imensamente o estilo de jogo com a entrada do Cristóvão. Demorou para encaixar, mas está dando gosto de ver o time jogar. Pode escrever que em três a quatro rodadas vamos estar brigando pela cinco ou seis primeiras posições."