Guerrero confirma a boa fase pelo Fla

Atacante volta a ter boa média de gols para compensar os quase R$ 41 milhões nele investidos pela diretoria

Por O Dia

Rio - A versão 2016 de Guerrero é, até aqui, a mais eficiente da carreira dele. Em nove jogos, balançou a rede seis vezes — média de 0,66 gol por partida. Assim, igualou a marca de 2013 e de 2009/2010, pelo Corinthians e Hamburgo, quando teve seus melhores inícios de temporada, desde que estreou pelo time principal do Bayern de Munique, em 2004. O peruano, enfim, dá sinais de que compensará os R$ 41 milhões que o Flamengo terá gasto ao fim do contrato de três anos.

Guerrero vive bom momento pelo FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Em 2013, Guerrero fez seu o sétimo gol no ano na décima partida. Com isso, o camisa 9 precisará voltar a marcar na próxima vez em que estiver em campo para manter a média daquele ano — o Flamengo pega o Madureira, amanhã, em Volta Redonda, pelo Campeonato Carioca. Se mexer no placar mais de uma vez, ele supera a marca.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O artilheiro começa a provar também a fama de decisivo. Desde quando atuava no Corinthians que Guerrero ficou conhecido por fazer gols que valem pontos. Isso, quando não garantem taças, como a do Mundial de 2012, contra o Chelsea, da Inglaterra.

Em 2015, o atacante disputou 18 jogos pelo Flamengo. Com quatro gols, gerou nove pontos para o Rubro-Negro — apenas o anotado sobre o Náutico que não valeu ponto, por ter sido o segundo da vitória por 2 a 0. Já em 2016, seus seis gols trouxeram 11 pontos para o clube, entre o Carioca e a Primeira Liga.

Pelo Corinthians, ele ajudou o time a ganhar 77 pontos, com 31 gols marcados. Fez outros 21 que não contribuíram para mudar a situação da equipe na tabela — como nas derrotas ou nas vitórias por mais de um gol de diferença, nas quais o peruano não inaugurou o placar.