Receita e Guarda Municipal apreendem nove mil produtos piratas do Flamengo

Material tem valor estimado de quase R$ 1,5 milhão

Por O Dia

São Paulo - Um trabalho coordenado por escritório de advocacia especializado em combate à pirataria contratado pelo departamento jurídico do Flamengo, em conjunto com a Receita Federal e a Guarda Municipal de São Paulo, resultou na apreensão de quase R$ 1,5 milhão em produtos irregulares, falsificados ou contrabandeados do Rubro-Negro.

Produtos pirateados do Flamengo foram apreendidosEscritório Meirelles IPC/ Divulgação

A ação fez parte da Operação Setembro, deflagrada no dia 11 do mês passado, na região central de São Paulo, nos shoppings 25 de Março e Galeria Florêncio, que teve R$ 400 milhões em produtos confiscados. 

As informações sobre a apreensão de mercadorias ilegais do clube são impressionantes: mais de 9.300 produtos com valor estimado em R$ 1,492 milhão.

Três semanas após o final da operação, os shoppings permanecem fechados, com as entradas principais concretadas, e tiveram seus alvarás de funcionamento cassados. Os produtos apreendidos estão guardados no depósito da Receita Federal da cidade de São Paulo e, ao final do processo, serão destruídos, com destinação dos resíduos à reciclagem. 

Com informações do site oficial do Flamengo