A Palinha do Apolinho: o olho grande de Renato Gaúcho

Demorou, mas o Corinthians começou a oscilar no Campeonato Brasileiro

Por O Dia

Rio - Renato Gaúcho disse lá atrás, quando o Timão liderava invicto e faceiro: “O Corinthians vai desabar.” Criticado, tratou de minimizar a declaração, trocando o desabar por tropeçar, o que no fundo, no fundo quer dizer a mesma coisa. O turno fechou desmentindo a profecia, mas no returno uma nuvem negra se instalou sobre os paulistas.

Nos últimos dois jogos dentro de casa, no Itaquerão, foram duas derrotas para a turma do sufoco: perdeu por 1 a 0 para o Vitória, e na noite de sábado, pelo mesmo placar, para o Atlético Goianiense, este segurando a lanterninha do Campeonato Brasileiro, diante de uma Fiel que não acreditava no que estava vendo.

Claro que a distância de dez pontos para o Grêmio, segundo colocado, segue confortável — até porque os gaúchos só fecharão a rodada no próximo sábado, dia 2, contra o Sport —, mas que o olho grande do Renato Gaúcho está funcionando, disso é bom não duvidar.

Renato Gaúcho começa a acertar profecia sobre o CorinthiansReprodução Youtube

FUGA DO FOGO

Valdir Bigode fez direitinho o dever de casa e com a vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense entregará o time do Vasco ao Zé Ricardo livre de tensões e prudentemente distante da fogueira que arde na zona de rebaixamento. Agora haverá um espaço de duas semanas até o jogo com o Grêmio, só no domingo, dia 10 de setembro, o qual Zé Ricardo terá muito tempo para trabalhar o grupo, recuperar jogadores e dar o seu jeito. Essa pausa no campeonato caiu do céu para os vascaínos.

PEDALADAS

O Flamengo fez 2 x 0 no Atlético PR no primeiro tempo chupando jujuba. No segundo tempo relaxou e passou a administrar o jogo. O Furacão caiu para categoria Vento Encanado.

Botafogo foi a Salvador e trouxe três pontinhos na vitória 2 x 1 sobre o Bahia.

Tite recebeu em Porto Alegre a Seleção Brasileira, que na próxima quinta-feira enfrentará o Equador, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia.

BOLA DENTRO

Rueda está invicto no comando do Fla. São quatro jogos sem derrota e com a defesa passando nos testes. Deixou o gramado ontem aplaudido.

BOLA FORA

No futebol, técnico que ganha é bestial. Se perde, é uma besta. Corintianos já criticam Carille, alegando que o brilho no turno foi sorte de principiante.

Últimas de _legado_A palinha do Apolinho