Vasco precisa bater o Bangu para não se complicar no Grupo C da Taça Guanabara

Ordem na Colina é ganhar e mostrar evolução em relação ao clássico

Por O Dia

Rio - Vasco fará nesta quinta-feira, em Moça Bonita, apenas seu segundo jogo no Campeonato Carioca. Mas o duelo com o Bangu, às 16h30, tem clima de decisão para Nenê & Cia. Afinal, após a derrota de 3 a 0 para o Fluminense, logo na estreia, uma novo tropeço, diante do time de Loco Abreu, pode complicar e muito a luta por uma das duas vagas no Grupo C para a semifinal da Taça Guanabara.

Martín Silva ainda sente dores no joelho direito e é dúvida para o jogoDivulgação

A ordem na Colina é mostrar evolução em relação ao clássico. "Temos obrigação sempre de ganhar. Não tem muito tempo de recuperação e precisamos buscar a vitória diante do Bangu. É um adversário difícil, que vai buscar o resultado", afirmou o técnico Cristóvão Borges, que será obrigado a mexer na equipe.

Sem os reforços esperados — Wagner ainda não foi regularizado, a novela Luis Fabiano segue sem final feliz, Gilberto e Jean não foram oficializados pela diretoria e Kelvin e Bruno Paulista, do Sporting, são apenas sonhos de consumo —, ele aposta suas fichas em Evander.

O garoto vai substituir Andrezinho para tentar melhorar a saída de bola do Vasco. O meia Guilherme, que tem entrando bem durante os jogos, pode ser escalado de início. Outra mudança deve ser no gol. Com dores no joelho direito, Martin Silva será reavaliado hoje e se tiver condições, Jordi será escalado.

Mas as mudanças não devem parar por aí. Na lateral direita, Yago Pikachu treinou entre os titulares e deve barrar Madson. Com isso, Cristóvão espera que o Vasco demonstre mais atitude para bater o sempre aguerrido Bangu ainda mais motivado, após a chegada de Loco Abreu. "Toda equipe possui um artilheiro. Naturalmente tem que ser bem marcado. Temos que ficar atentos", alertou Cristóvão Borges.