Eurico Miranda derrota Julio Brant em votação polêmica no Vasco

Chapa de opositor promete entrar na Justiça para tentar mudar resultado

Por O Dia

Rio - Uma votação que durou mais de 17 horas e que terminou na madrugada com polêmica. Assim foi a eleição no Vasco. Amado ou odiado por muitos, Eurico Miranda terá inicialmente a missão de comandar o Vasco novamente. O presidente venceu a eleição nas urnas, na madrugada desta quarta-feira, e deve cumprir mais um mandato, que iria até o término de 2020. Porém, sua vitória foi cercada de polêmica. A primeira urna aberta teve suspeita de fraude e, graças a estes votos, Eurico conseguiu praticamente toda a vantagem que permitiu a sua vitória sobre a chapa de Julio Brant. O candidato derrotado prometeu recorrer à Justiça.

Eurico Miranda foi novamente eleito presidente do VascoPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

O resultado final foi de 2111 votos para Eurico Miranda contra 1975 de Julio Brant. Sem essa urna suspeita, o candidato da oposição teria vencido por 1935 a 1683. A urna foi levada de São Januário por policiais e será encaminhada à Justiça. Terceiro colocado, Fernando Horta ficou com 421 votos. Antes mesmo do começo da apuração, o presidente da Unidos da Tijuca já havia admitido a derrota e passou a pedir para seus eleitores votarem em Julio Brant.

Dirigente do Cruzmaltino desde os anos 1960, Eurico presidiu o Vasco de 2002 a 2008, depois retornou em 2014, após dois mandatos de Roberto Dinamite. Com a vitória assegurada, o presidente voltou a ressaltar a dificuldade dos três primeiros anos de mandato. Reeleito, Eurico assegurou que o torcedor vascaíno pode ficar mais otimista para o futuro.

"A perspectiva para os próximos três anos é bem melhor. Temos mais possibilidades e mais condição de fazer o que o Vasco precisa. Encontrei aqui uma terra arrasada por conta dos erros da última gestão. A melhora já é clara. Será bem mais simples investir em futebol, ter um elenco capaz de disputar todos os títulos. Nossa estrutura também vai contar com mais investimento", afirmou.

Com a participação do estagiário Gabriel Grey