Apartamentos modelos nos estandes aceleram as vendas

Programa habitacional do governo, aliás, tem impulsionado o setor em tempos de crise, com mudanças pontuais

Por O Dia

Quando entram ficam impactados e imaginando como será morar ali. É uma excelente ferramenta de vendas”%2C explica PiresDivulgação

Rio - Apartamentos decorados ou unidades modelos, como são chamados pelo mercado, têm encantado os interessados em comprar a casa própria e agregam valor na hora da negociação. Não por acaso, até as construtoras focadas no ‘Minha Casa, Minha Vida’ também têm investido em tal conceito para atrair a clientela.

O programa habitacional do governo, aliás, tem impulsionado o setor em tempos de crise, com mudanças pontuais, como a ampliação da renda familiar máxima para R$ 9 mil, com juros acessíveis (9,16% ao ano mais TR — Taxa Referencial), e valor do imóvel em R$ 240 mil no Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal. Para 2017, por exemplo, o programa prevê a contratação de 600 mil unidades no país.

Segundo Mariliza Fontes Pereira, diretora do escritório de arquitetura Mdoito, especializado no segmento de desenvolvimento de projetos, estruturação e formatação do negócio imobiliário, a unidade decorada dá mais velocidade à venda, além de ajudar as pessoas a saírem do aluguel, pois dá uma noção de como será o novo imóvel. Especialista em empreendimentos do ‘Minha Casa, Minha Vida’, ela ressalta, no entanto, que é importante saber a viabilidade de se montar uma unidade decorada.

“Lembro de um caso que fui contratada para minimizar os problemas que a construtora teve com o decorado. Tive de mandar fechar o apartamento, pois não estava contribuindo com a venda. A unidade era muito pequena, não cabia nada. Esse conceito errado mudou. Atualmente, os empreendimentos do programa estão diferentes e condizem com o mercado onde serão construídos e comercializados”, explica Mariliza Pereira.

De acordo com o gestor executivo de Vendas da MRV Engenharia, Sandro Perin, o apartamento decorado oferece ao cliente a possibilidade de visualizar como os espaços podem ser aproveitados. “Com os cômodos mobiliados é possível compreender como pode ser feita a disposição dos móveis, a circulação entre os ambientes e a capacidade de armazenamento do apartamento. Além disso, os objetos, cores e mobiliário acabam servindo de inspiração para a futura decoração da unidade. O decorado é um aliado para o comprador e também para equipe de venda, que consegue mostrar ao cliente como será seu novo e futuro lar”, ressalta Perin.

Unidades decoradas antecipam a decisão de compra

Como a palavra de ordem nos apartamentos decorados é o encantamento, as construtoras investem pesado no mobiliário e acessórios, além de contratarem arquitetos e designers de interiores para dar aquele toque final.

De acordo com o diretor-geral da Sawala Imobiliária, Edson Pires, a unidade decorada no estande de venda antecipa a decisão de compra. “Outra iniciativa que também tem agregado valor é colocar o decorado no empreendimento que está ficando pronto ou que já está pronto e ainda não foi 100% vendido. Os interessados conhecem primeiro a estrutura do prédio, os espaços de lazer e depois o decorado. Entram e ficam impactados, imaginando como será morar ali. É uma excelente ferramenta de vendas”, explica.

Quando entram ficam impactados e imaginando como será morar ali. É uma excelente ferramenta de vendas”%2C explica PiresDivulgação

Para a diretora de Marketing da Patrimóvel, Regina Vasconcelos, o decorado é como se fosse a “materialização” do produto que está sendo ofertado. Segundo ela, é muito melhor do que visitar o estande do empreendimento e ver só as fotos. Mesmo a maquete, ela não define tão bem o produto a ser adquirido quanto o decorado.

Tanit Galdeano, presidente da TAO Empreendimentos também entende que o decorado é imprescindível em todos os lançamentos, já que os clientes não estão habituados a visualizar o apartamento através de uma planta de venda. “Os nossos decorados permitem que se veja como será o imóvel pronto, todos os acabamentos utilizados, a melhor forma de aproveitamento dos espaços e as diversas opções de decoração”, ressalta Tanit Galdeano.

Já o diretor nacional de Negócios da João Fortes, Jorge Rucas, lembra que o cliente que sonha em comprar um apartamento faz isso cada vez mais de forma planejada, racional. “A busca hoje é por um imóvel que realize o sonho e seja um bom negócio. É a combinação perfeita. Nesse contexto, a unidade decorada é um facilitador, com o papel de encantar e de mexer com o lado afetivo do cliente”, afirma Jorge Rucas.

Tecnologia já no estande

O diretor da Avanço Realizações Imobiliárias, Sanderson Fernandes, explica que com o apartamento decorado é possível mostrar ao cliente exatamente o tipo de acabamento que ele receberá no momento das chaves, pois a construtora utiliza nos decorados os mesmos materiais que pertencem as obras.

“Além disso, conseguimos inserir a tecnologia em nossos produtos e mostrar em nossos decorados. Trata-se do Smart Tech, um Pack (pacote) de tecnologia, como sonorização ambiente e fechadura biométrica. Todos esses diferenciais demonstrados nos apartamentos decorados, geram encantamento aos clientes”, diz Fernandes.

Adquirir um imóvel envolvem diversos fatores e ter a possibilidade de um decorado para visitação facilita a decisão do cliente. Atualmente os consumidores estão cada vez mais exigentes e o decorado faz com que ele se sinta mais seguro, pois consegue visualizar o espaço e imaginar possibilidades de decoração que se enquadrem em seu perfil. Isso é ainda mais vantajoso em caso de imóveis na planta”, afirma Ariane Rolim da MDL Realty.

A Brookfield Incorporações unidade Rio de Janeiro aposta em parcerias com arquitetos e decoradores para que imprimam a alma de cada produto na decoração, com o uso de materiais e revestimentos diferenciados, jogo de iluminação cênica, cores e texturas nas paredes e no tema utilizado para embasar todo o conceito e diferencial do empreendimento. “Para nós, a estratégia de construir apartamentos decorados em nossos estandes de vendas é fundamental para que o cliente possa ter a experiência do produto em uma unidade preparada, com um olhar artístico de um profissional renomado no mercado de decoração”, explica o diretor de Incorporação da Brookfield, unidade RJ, Frederico Kessler.

Últimas de _legado_Imóveis