Por rafael.nascimento
Roma - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, apresentará sua renúncia nesta segunda-feira, depois da derrota no referendo deste domingo.
O efeito do referendo constitucional na Itália, no qual os eleitores foram convocados para se pronunciar sobre mudanças no sistema político do país, também causou danos às bolsas de valores. A de Milão, na Itáilia, abriu em queda de 1,8% nesta segunda-feira.
Matteo Renzi Reuters

Com a derrota do "sim" no referendo constitucional deste domingo, o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi anunciou, em um pronunciamento do Palácio Chigi, sede do governo, que renunciará ao cargo.

Publicidade
Segundo o premier, ele irá já nesta segunda-feira ao presidente da República, Sergio Mattarella, para entregar sua carta de demissão. Com isso, caberá ao chefe de Estado definir se convoca ou não novas eleições.
"Essa experiência de governo acaba aqui. Reunirei o Conselho dos Ministros e irei ao Quirinale para entregar ao presidente da República minha renúncia. Não fomos convincentes, me desculpem, mas vamos embora sem remorso", disse.