Diretor de 'X-Men' é acusado de abusar sexualmente de jovem de 17 anos

Recentemente, o produtor foi demitido da direção do filme sobre o cantor Freddie Mercury. Caso é mais um envolvendo nomes de Hollywood

Por O Dia

EUA - O cineasta americano Bryan Singer, conhecido especialmente por ter dirigido quatro filmes da franquia "X-Men", foi acusado em um processo de abusar sexualmente de um jovem de 17 anos em 2003.

Bryan Singer foi acusado de abusar sexualmente de menor em 2003Reprodução Instragram

Segundo os documentos apresentados nesta quinta-feira em um tribunal de Seattle, no estado de Washington, Singer é acusado de abusar sexualmente de César Sánchez-Guzmán durante uma festa em um iate que pertence a um dos amigos milionários do diretor.

Singer ofereceu um tour no barco ao jovem e depois o levou até um quarto. De acordo com os documentos, o diretor "fechou a porta e exigiu que César fizesse sexo oral". Quando o jovem se negou, "Singer o forçou a fazer sexo oral e anal".

Depois do episódio, Singer teria afirmado a Sánchez-Guzmán que era um produtor de Hollywood e poderia ajudá-lo a iniciar a carreira de ator "desde que César nunca falasse nada sobre o incidente". Ele também afirmou ao jovem que "ninguém acreditaria caso denunciasse o incidente" e que "ele poderia contratar pessoas capazes de arruinar a reputação de qualquer um".

Em um comunicado divulgado pelo seu advogado, o diretor de 52 anos "nega categoricamente as acusações e afirma que se defenderá até o fim".

O caso é o mais recente da série de homens em situação de poder na imprensa, política e entretenimento, nos Estados Unidos, que foram acusados por suposto comportamento sexual indevido, após o escândalo do produtor de Hollywood Harvey Weinstein, revelado em outubro.

O diretor já havia sido acusado anteriormente por uma conduta similar com menores de idade em dois casos que foram eventualmente rejeitados. 

Singer dirigiu "Os Suspeitos" (1995) e "Operação Valquíria (2008), entre outros, além de quatro filmes da série "X-Men", que estrearam em 2000, 2003, 2014 e 2016.

Recentemente foi demitido do filme "Bohemian Rhapsody", uma biografia do falecido cantor do Queen, Freddie Mercury, apenas duas semanas antes do fim das filmagens, por uma série de faltas ao set. 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência