Anatel autoriza fusão Oi com PT

Fusão criou a CorpCo, empresa que une Brasil, Portugal e África

Por O Dia

Rio - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou ontem a fusão entre as operadoras Oi e Portugal Telecom (PT). A decisão aconteceu no mesmo dia em que acionistas da Oi, reunidos em assembleia no Rio, deram aval ao plano de capitalização da companhia, no valor aproximado de R$ 14 bilhões, e ao laudo de avaliação de ativos da Portugal Telecom, dois pontos essenciais para a operação. A fusão criou a CorpCo, empresa com atuação no Brasil, em Portugal e em países da África.

Ontem os papéis preferenciais da Oi fecharam em queda de 0,31%, cotados a R$3,18. “A aprovação das condições para o aumento de capital da Oi era carta marcada”, afirmou Henrique Florentino, analista da corretora UM Investimentos. A aprovação dos temas na assembleia de acionistas da Oi era dada como certa por conta da decisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na noite da última terça-feira, que permitiu o voto dos controladores. Ontem, após o anúncio, a mesma CVM suspendeu oferta pública de distribuição primária de ações da Oi por até 30 dias. Em Portugal, acionistas da PT também deram sinal verde à operação, em outra assembleia. Com 60% do capital da operadora presente, os acionistas aprovaram maciçamente a incorporação dos ativos da PT na Oi.

“A votação foi expressiva”, avaliou Henrique Granadeiro, presidente da PT. O executivo disse que, por precaução, apresentou a conclusão da operação só ontem devido a algumas autorizações que não dependiam da companhia.

Últimas de _legado_Economia