Risco de faltar energia no Sudeste e Centro-Oeste do país caiu para 4,9%

Índice está bem próximo à margem de 5%, considerada tolerável pelo Conselho Nacional de Política Energética

Por O Dia

Rio - O risco de falta de energia nas regiões Sudeste e Centro-Oeste caiu de 6,1% em março para 4,9% neste mês. O dado foi divulgado nesta quarta-feira pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), grupo técnico do governo que estuda o setor. O índice está bem próximo à margem de 5% de risco, considerada tolerável pelo Conselho Nacional de Política Energética. No Nordeste, o índice se manteve em 1,2%.

LEIA MAIS: Aumento no nível de hidrelétricas afasta racionamento a cada dia, diz Braga

O grupo reiterou que, mesmo com o sistema em equilíbrio estrutural, ações conjunturais específicas podem ser necessárias, mas garantiu que não há indicação de falta de energia neste ano. “Além das análises apresentadas, outras avaliações de desempenho do sistema, utilizando-se o valor esperado das afluências e anos semelhantes de afluências obtidas do histórico, não indicam, no momento, insuficiência de suprimento energético neste ano”, diz o estudo do comitê.

Risco de faltar energia no Sudeste e Centro-Oeste do país caiu para 4,9%TCE/ Divulgação


Últimas de _legado_Economia