Em dia de baixo volume, dólar fecha praticamente estável

Moeda recuou 2% e terminou o dia valendo R$ 3,40

Por O Dia

Brasília - O dólar encerrou o pregão desta segunda-feira, marcado pelo baixo volume de negócios, praticamente estável ante o real, após passar toda a sessão flutuando ao sabor de operações pontuais, com investidores relutando em fazer grandes apostas em meio ao cenário de incertezas políticas.

O dólar recuou 2%, a R$3,4823 na venda. Na mínima da sessão, a divisa norte-americana atingiu R$3,4612 e, na máxima, R$3,5063.

"O mercado está bastante vazio. Qualquer cotação faz preço, não precisa ser lote expressivo", disse o especialista em câmbio da corretora Icap Ítalo Abucater.

A grave crise política no Brasil, que teve leve trégua na semana passada após a aproximação do governo com o Senado, está deixando o mercado cauteloso. Investidores temem que golpes à credibilidade do país afastem capitais do mercado brasileiro.

No domingo, milhares de pessoas foram às ruas protestar contra a presidente, mas o contingente de manifestantes não surpreendeu.

"As manifestações foram grandes, mas menos intensas que as anteriores. E isso o mercado já havia colocado no preço", disse o operador da corretora SLW João Paulo de Gracia Correa.

Pela manhã, a moeda dos EUA chegou a mostrar alta relevante, acompanhando o movimento em outros mercados em meio a expectativas de alta de juros nos Estados Unidos.

Operadores vêm afirmando que parece cada vez mais claro que o Federal Reserve, banco central norte-americano, começará a elevar os juros em breve, com boa parte apostando no aumento já no mês que vem. Juros mais altos nos EUA podem atrair para a maior economia do mundo recursos atualmente aplicados em países como o Brasil.

"O dólar abriu acompanhando o exterior, mas voltou para onde deveria. Na ausência de notícias, é normal o mercado ficar mais cauteloso", disse o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado.

Nesta manhã, o BC vendeu a oferta total de até 11 mil contratos de swap cambial tradicional, que equivalem a venda futura de dólares, para a rolagem do lote que vence no próximo mês. Ao todo, o BC já rolou US$4,899 bilhões, ou cerca de 49%, do total de US$10,027 bilhões e, se continuar neste ritmo, vai recolocar o todo o lote.

Últimas de _legado_Economia