Suspeito de fornecer bebida adulterada que matou mais de 100 é preso na Índia

Outras sete pessoas foram detidas. Mais 46 pessoas estão internadas após consumo de licor ilegal

Por O Dia

Índia - A polícia indiana prendeu o suposto fornecedor de bebida alcoólica adulterada e mais sete pessoas após o envenenamento em massa que, desde a semana passada, já causou 102 mortes em Mumbai. Segundo o subcomissário da polícia, Dhnanjay Kulkarni, ele foi detido nesta terça-feira. em Nova Délhi.

Familiares choram morte de mulher de 35 anos após consumo de licor adulterado na Índia Reuters

Mohammad Mansoor Khan, de 26 anos, seria "o principal responsável de introduzir o licor ilegal em Mumbai procedente do estado de Gujarat".

A bebida deixou ainda outras 46 pessoas intoxicadas, somando 148 vítimas, segundo o subcomissário.

A ingestão de bebida alcoólica ilegal e adulterada na Índia geralmente acontece em zonas rurais e áreas pobres das cidades por conta de seu baixo preço. O líquido costuma conter pesticidas e outras substâncias nocivas à saúde.

Com informações da EFE 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência