Papa Francisco visita sinagoga e condena violência

Mais cedo, Pontífice falou aos imigrantes

Por O Dia

Roma - O Papa Francisco visitou, pela primeira vez em seu pontificado, o Templo Maior de Roma, a principal sinagoga da capital italiana, onde afirmou que “a violência do homem contra o homem se contradiz com qualquer religião digna desse homem, em particular com as três religiões monoteístas”. Francisco continuou o caminho de aproximação entre católicos e judeus e a eles pediu uma aliança para enfrentar os grandes desafios do mundo, como o da violência. Durante a visita, o Papa lembrou que o povo judeu “viveu a perseguição até o extermínio dos judeus europeus durante o Holocausto”.

Mais cedo, durante a cerimônia do Ângelus, o Pontífice pediu aos imigrantes que não deixem roubarem sua esperança e alegria de viver. Sete mil imigrantes, de 30 países, celebraram a Jornada Mundial do Imigrante e do Refugiado na Praça de São Pedro.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência