Editorial: A lição do Fórum de Bangu

Ataque de bandidos ao fórum na Zona Oeste do Rio foi a ponta de um iceberg de fragilidades

Por O Dia

Rio - É inaceitável que o deslocamento de criminosos de alta periculosidade para depoimentos em comarcas na cidade do Rio se transforme em mais um risco iminente à sociedade pelas mãos do crime organizado e na falta de investimentos em segurança nestes tribunais. O reforço aos mecanismos de proteção ao cidadão e a todos os quadros nas comarcas é imperioso. Não pode mais ser tratado com desleixo, sob pena de se repetirem novos atentados como o de Bangu.

O ataque de bandidos ao fórum na Zona Oeste do Rio, dia 31, para resgate de cúmplice, que deixou dois mortos, entre eles o pequeno Kayo de 8 anos, foi a ponta de um iceberg de fragilidades. Em várias regiões do Rio, fóruns, que deveriam ter esquema de segurança máxima para receber esses detentos, não contam sequer com equipamentos elementares, como detectores de metais, e até de locais adequados para a recepção, como revela reportagem hoje do DIA.

O resultado desse descalabro é o clima de medo que cerca, não só funcionários e a magistratura das comarcas, como também da população que vive no seu entorno.

Por outro lado , é inadmissível, que em pleno século XXI, moderno sistema de videoconferência, a nível estadual, ainda empaque nas barreiras da burocracia. Ampliado o seu uso, a ferramenta, que permite que presos testemunhem sem sair da cadeia, evitaria as cenas de horror de Bangu e as perdas de vidas.

O atentado ao fórum no subúrbio deixa lição a ser aprendida. Mais do que discursos, exige pressa na tomada de decisões. Postergá-las é abrir caminho a novas tragédias.

Últimas de _legado_Opinião