Fernando Scarpa: Futuro que não chega

Interessante observar Dilma contando vantagem sobre o desenvolvimento social do país sob o comando do PT

Por O Dia

Rio - O assunto é velho, remete à entrevista da presidenta ao Jô Soares. Interessante observar Dilma contando vantagem sobre o desenvolvimento social do país sob o comando do PT. Vangloriava-se para o apresentador de que tirou milhões de brasileiros da miséria e da pobreza no seu mandato.

Mas Dilma se esqueceu de lembrar que também tirou diversos membros do partido da pobreza, via corrupção. Mas disso não podia falar, nem mesmo o apresentador podia se lembrar, não ficaria bem para a ocasião. Certo? Fato é que muitos mudaram de classe social numa ascensão bombástica. Não saíram da pobreza para a classe média através de programas sociais, e, sim, via corrupção, um dos programas que mais funcionaram no seu governo. Alguns se tornaram milionários em 13 anos, com conta na Suíça, imóveis, carrões...

Eles se esbaldaram com o dinheiro público e um estilo de vida típico de quem ganha dinheiro fácil. Quanto custou à nação esse programa de mudança rápida de classe social, não sabemos. Mas são bilhões de dólares, cifras complicadas para nós, simples brasileiros saídos da pobreza.

Pensando na situação atual do país — em relação aos direitos básicos de Educação, Saúde e cultura — fica a pergunta: com o que se paga e se pagou de impostos já não deveríamos estar vivendo em pleno desenvolvimento e no tão sonhado futuro que não chega?

Ora, o partido está no poder há 13 anos, disse a presidenta, quase engasgando. Já não é tempo suficiente, com o que se arrecadou, para tudo estar às mil maravilhas? A realidade é outra: hospitais e universidades fechados porque não têm dinheiro nem para a limpeza, atrasando a vida dos que precisam concluir o curso e ingressar no mercado de trabalho — no país em eterna recessão. Convenhamos, são alguns trocados diante do montante arrecadado e desviado pela corrupção. A crise é indevida, dinheiro há!

O custo do desenvolvimento será o dobro do que já se pagou? O triplo? Somos a maior carga tributária do mundo, não se deveria mais falar em desenvolvimento como algo futuro. Os anos de CPMF destinados à Saúde não adiantaram de nada, foram surrupiados.

A corrupção nos condena a nunca chegarmos a esse tal sonhado desenvolvimento. É esperar e ter paciência, como pede a presidenta, que se diz sofredora e injustiçada com as críticas que recebe! Mas e nós, cara-pálida?

Fernando Scarpa é psicanalista

Últimas de _legado_Opinião