Universitário detido em protesto de Sete de Setembro segue preso

Conselho Regional de Psicologia do Rio divulgou nota para em que afirma estar acompanhando o caso

Por O Dia

Rio - O estudante de psicologia, Wallace Vieira Santos, de 26 anos, segue preso na Cadeia Pública Bandeira Stampa, no Complexo Penitenciário de Gericinó, Zona Oeste do Rio. O rapaz foi detido durante uma manifestação no dia 7 de setembro no Centro do Rio. Em nota divulgada nesta segunda-feira, o Conselho Regional de Psicologia do Rio afirmou que está acompanhando o caso de perto.

O órgão questiona a informação de que Wallace teria sido preso por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, como consta no registro da ocorrência. De acordo com eles, não houve realização de perícia por parte da polícia e a situação prejudica os pedidos de liberdade provisória do universitário.

"Lamentamos a prisão equivocada do estudante, pois ele estava se manifestando democraticamente em favor da Saúde Pública de qualidade, um dever do Estado em garantir tal direito a todos os cidadãos. É importante ressaltar que o referido estudante estava atuando de acordo com o direito Constitucional de liberdade de expressão. Nada tendo feito durante o manifesto que desabone a sua conduta não havendo, portanto, motivos legais que justifiquem a sua prisão", diz a nota.

Últimas de Rio De Janeiro