Depois das obras, trânsito é liberado na Avenida Brasil

Trecho que estava interditado, em Ramos, foi reaberto antes da hora prevista

Por O Dia

Rio - A Avenida Brasil foi totalmente liberada ao trânsito ontem, por volta das 8h30, uma hora antes do horário previsto inicialmente pela prefeitura. Antes da reabertura, o trânsito chegou a ficar lento em alguns trechos.

A via estava interditada desde domingo, em Ramos, na Zona Norte, para a colocação do arco estaiado do Viaduto Pedro Ernesto. A estrutura é parte da Transcarioca, que ligará a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, na Ilha do Governador.

O período da interdição na Avenida Brasil foi planejado para aproveitar o feriado de Tiradentes, de forma a afetar apenas um dia útil (terça-feira). Mas motoristas tiveram que enfrentar longos congestionamentos na via. A situação foi agravada porque a Linha Vermelha, que seria uma das alternativas, foi fechada na tarde de terça-feira num protesto.

O arco estaiado da Transcarioca foi colocado durante o período de interdição. Por ele%2C passarão os ônibus que ligarão a Barra da Tijuca ao Aeroporto Antônio Carlos JobimDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Mas, segundo a presidente da CET-Rio, Cláudia Sessim, o balanço foi positivo. “Os motoristas souberam utilizar as rotas alternativas. Mesmo com alguns acidentes e a manifestação em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, na Linha Vermelha, a avaliação do trânsito foi boa, dentro do esperado”, disse ela.

De acordo com o Centro de Operações Rio, as pistas laterais da Brasil no trecho de Ramos passam por nova interdição na madrugada de hoje, às 2h, para a retirada dos guindastes que ergueram o arco da Transcarioca. A prefeitura informou ontem que a intervenção deve durar uma hora.

O governo municipal corre para terminar as obras e conseguir inaugurar o BRT Transcarioca antes da abertura da Copa do Mundo, em 12 de junho. A via terá 39 quilômetros, 45 estações e cortará 14 bairros. Segundo estimativas da prefeitura, 450 mil pessoas devem ser beneficiadas pelo sistema de ônibus expressos.

Prefeitura promete reabrir hoje pistas da Avenida Rodrigues Alves

A Avenida Rodrigues Alves, na Zona Portuária, deve ter liberado hoje o trecho que estava interditado para a terceira fase da implosão do Elevado da Perimetral. Segundo o Centro de Operações Rio, a via, entre a Rua Edgard Gordilho e a Praça Mauá, tinha previsão para ser reaberta às 4h de hoje. Durante a manhã e a tarde de ontem, operários usando três retroescavadeiras retiravam o entulho das pistas.

No domingo foram demolidos 300 metros da Perimetral. Foram usados 250 quilos de explosivo para colocar o concreto abaixo em 11 segundos. “A implosão desse trecho da Perimetral é muito menos impactante que a anterior e rapidamente a região voltará ao quadro de normalidade”, disse o prefeito Eduardo Paes.

Por causa da implosão e da interdição de ruas, diversas linhas de ônibus tiveram seus itinerários alterados durante a segunda e a terça-feira.

Em novembro do ano passado, foi implodido o primeiro trecho da Perimetral, que ficava entre as ruas Professor Pereira Reis e Silvino Montenegro. Já em fevereiro foi iniciada a segunda etapa.

Em substituição ao elevado, a prefeitura está construindo uma via expressa que ligará a entrada do Aterro do Flamengo, próximo ao Aeroporto Santos Dumont, à Avenida Brasil e à Ponte Rio-Niterói.

Reportagem de Paulo Cappelli

Últimas de Rio De Janeiro