Líderes religiosos poderão abençoar Rio no Réveillon

Ao saberem que o Papa fará mensagem sobre os 450 da cidade, evangélicos e candomblecistas defenderam que o estado é laico e que teriam o mesmo direito

Por O Dia

Rio - O Revéillon em Copacabana terá mais um ponto alto este ano, além dos tradicionais fogos de artifício e shows de artistas. Minutos antes da meia-noite de 31 de dezembro, as centenas de milhares de pessoas que estarão na praia para comemorar a chegada de 2015 assistirão a uma mensagem do Papa Francisco, homenageando o Rio de Janeiro pelos seus 450 anos de fundação — que serão completados em 1º de março.

Líderes de outras religiões elogiaram a iniciativa da Igreja Católica, mas também quiseram participar da homenagem. A assessoria do Comitê Rio450, que organiza as comemorações pelo aniversário, informou que se outras lideranças religiosas tiverem interesse de homenagear a cidade pelos seus 450 anos, com a exibição de mensagem nos telões de Copacabana, basta contatar o comitê.

Tradicional festa da passagem de ano na orla carioca terá homenagem religiosa sobre aniversário do RioAndré Mourão / Agência O Dia

“Qualquer mensagem de ânimo e de esperança para o povo do Rio tem que ser elogiada. A Igreja Católica foi inteligente e criativa ao pensar nesse projeto. No entanto, a partir do momento que a Prefeitura do Rio se envolveu nele, tem de abrir espaço para as outras religiões. Isso é o que se espera de um estado laico”, disse o pastor Sócrates de Oliveira, da Convenção Batista Brasileira.

Por meio de nota, o presidente do Rio450, Marcelo Calero, explicou que a gravação da mensagem do Papa Francisco tem forte apelo histórico: a Companhia de Jesus, da qual o Papa é membro, foi a responsável por relatar o episódio da fundação da cidade. “O espírito carioca, múltiplo e ecumênico na sua essência, abraça todos os credos e religiões. Por essa razão, todas as manifestações de carinho pelo Rio são mais do que bem-vindas”, completou Calero.

Para o pai de santo candomblecista Luiz de Omolu, o Papa Francisco é progressista e prega a união dos povos e das religiões. “A mensagem de Feliz Aniversário para a Cidade do Rio deve ser dada por todos os líderes religiosos”, ponderou. O pastor Isaías Coimbra, da Convenção Geral das Assembleias de Deus, fez coro: “Reconhecemos a liderança do Papa e consideramos muito positiva a iniciativa. As autoridades não podem dar tratamento diferenciado às religiões”, acentuou.

Vídeo

A ideia da mensagem partiu do cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta e o Papa já deu o sinal verde. “Ainda não temos os detalhes, não sabemos quantos minutos vai durar, mas a gravação do vídeo será nos próximos dias, no Centro Televisivo do Vaticano”, adiantou padre Omar, do Santuário Cristo Redentor do Corcovado. A mensagem do Papa Francisco também será transmitida durante a vigília no Santuário do Corcovado e por duas emissoras de televisão (TV Globo e Rede Vida). 

Últimas de Rio De Janeiro