Preso cadeirante apontado como chefe do tráfico em morros de Niterói

Capixaba foi capturado por agentes da 72ª DP (Mútua), quando deixava uma casa na Região dos Lagos

Por O Dia

Rio - Nem mesmo vivendo em uma cadeira de rodas, José Roberto Pinto Costa, o Capixaba, de 41 anos, deixou a vida do crime. Apontado pela polícia como chefe do tráfico nos morros do Serrão e Juca Branco, ambos em Niterói, o criminoso foi capturado por agentes da 72ª DP (Mútua), quando deixava uma casa na Região dos Lagos, nesta segunda-feira pela manhã. Eles não divulgaram o município da prisão, já que esperam prender outros comparsas do criminoso ligado ao Comando Vermelho (CV).

Criminoso está em uma cadeira de rodas após tomar sete tiros durante uma perseguição policial na Leopoldo Bulhões%2C em BonsucessoDivulgação

Contra Capixada, que tem 25 anotações criminais e estava em liberdade condicional, foi cumprido um mandado de prisão por tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas expedido pela Justiça. De acordo com agentes, o criminoso está em uma cadeira de rodas após tomar sete tiros durante uma perseguição policial na Leopoldo Bulhões, em Bonsucesso, em 2012. Ele estava com a família na região;Em 2003,

Capixaba negociava liberdade com dois policiais, sendo um civil e militar, que acabaram presos. Na época, ele tinha forte influência nas comunidades do Mandela e Manguinhos e ainda assim chefia o Juca Branco. Os agentes da 72ª DP chegaram até o criminoso após denúncias anônimas. Em depoimento, Capixaba disse que deixou o mundo do crime. Ele foi transferido ontem para o presídio. Quem quiser denunciar crimes para a equipe da 72ª DP também pode passar um whatsapp pelo número (21) 99020 2457.

Últimas de Rio De Janeiro