Empresa que faz serviço de bordo da Gol é autuada pelo Procon

Comrio, que opera no Aeroporto Tom Jobim, armazenava alimentos impróprios ao consumo de clientes e tripulação

Por O Dia

Rio - O Procon Estadual  - orgão da Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor - autuou, nesta sexta-feira, a empresa responsável pelo serviço de bordo da Gol. Segundo os fiscais, a Comissaria Aérea Rio de Janeiro (Comrio), que opera no Aeroporto Tom Jobim, armazenava alimentos impróprios ao consumo.

Na operação denominada Varig, Varig, Varig, os fiscais do Procon fiscalizaram o serviço de bordo de empresas aéreas nacionais e internacionais. Os agentes verificaram a qualidade dos produtos alimentícios oferecidos aos passageiros e a estrutura das instalações das empresas. A fiscalização vistoriou ainda as empresas LSG Sky Chefs e Gate Gourmet, no Aeroporto Internacional, que não apresentaram irregularidades.

A Comissaria Aérea Rio de Janeiro (Comrio) foi denunciada por um aeroviário devido às refeições servidas aos passageiros Divulgação

A Comrio foi denunciada por um aeroviário devido às refeições servidas aos passageiros e à própria tripulação, que estariam impróprias ao consumo. Na empresa, os fiscais encontraram na câmara resfriada cerca de 2 quilos de brigadeiro, que iria ser disponibilizado para refeições em aviões.

A câmara fria também armazenava 330g de tortilha em embalagem violadas, com furos ou rasgadas, o que as classifica como impróprio para o consumo pelo próprio fabricante. Na área de padaria, havia ainda um quilo de erva doce que, apesar de lacrada e dentro da validade, continha insetos. Além disso, as duas lixeiras da área de padaria estavam com acionamento automático defeituoso.

O Procon destaca que as companhias aéreas respondem solidariamente pelos danos causados aos seus passageiros, mesmo que o dano tenha sido provocado pela fornecedora de alimentos terceirizada pela empresa.

Últimas de Rio De Janeiro