Estado investiu pouco em melhoria de infraestrutura em favelas

Relatório do TCE mostra que, em 2014, investimentos em comunidades foi precário, inclusive naquelas que têm UPPs

Por O Dia

Rio - Relatório do Tribunal de Contas do Estado mostra que, em 2014, o governo do Rio investiu pouco em programas relacionados à melhoria da infraestrutura em favelas, inclusive naquelas que têm UPPs.

Segundo o documento, foram aplicados apenas 11,55% dos R$ 3,122 bilhões previstos pelo Programa de Urbanização de Comunidades e 21,38% dos R$ 2,545 bilhões reservados para o Programa de Saneamento Básico. O documento mostra que o governo investiu mais em segurança e menos em saúde e educação.

Prioridade
Segundo o relatório, o Palácio Guanabara desembolsou R$ 7,657 bilhões para a área de segurança, 5,8% a mais que no ano anterior. O gasto é maior que em educação, que chegou a R$ 6,243 bilhões, um recuo de 1,74% em relação a 2013. O investimento na saúde, R$ 5,077 bilhões, registrou queda de 0,31%. Os conselheiros do TCE aprovaram as contas apresentadas pelo governo.

Aumento acumulado
O documento, enviado à Assembleia Legislativa, frisa que entre 2010 e 2014 o aumento da verba para educação, de 9,7%, ficou bem abaixo do registrado na segurança, 53,41%.

Brizola lá
O vereador Leonel Brizola Neto (PDT) vai para o Psol, “partido que não está no bolso do PMDB”, diz. 

Arraes também
Outra herdeira de sobrenome histórico, a vereadora de Recife Marília Arraes, hoje no PSB, também irá para o Psol. Ela é neta do ex-governador Miguel Arraes.

Fora do horário
Motoristas que passam por São Conrado sabem que, por conta das obras de ampliação, o Elevado do Joá é fechado às 14h15. Mas, terça e quarta, a interdição ocorreu uma hora depois. A prefeitura diz que houve problemas técnicos.

Últimas de Rio De Janeiro