Alunos nota mil no Enem dão dicas para o sucesso

Faltam 4 meses para o exame que tem 8,4 milhões de inscritos no Brasil e 613 mil no estado

Por O Dia

Rio - A quatro meses do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 613 mil estudantes no estado do Rio — são 8,4 milhões em todo o país — se preparam para a prova que poderá abrir as portas do Ensino Superior. Para ajudar aqueles que sonham entrar na universidade, O DIA preparou, com a ajuda de professores dos cursinhos Invest e QG do Enem e alunos que tiraram nota mil na redação, 15 passos para se dar bem nas provas, que serão aplicadas nos dias 24 (sábado) e 25 (domingo) de outubro em 1.700 municípios. O exame será composto por quatro provas objetivas, com 45 questões cada, e uma redação sobre temas do cotidiano.

Este ano, por medida de economia, todas as informações sobre as provas, como cartão e local, serão enviadas pelo e-mail e não mais pelos correios como acontecia até o ano passado. Outra novidade é que estudantes do 2º ano do Ensino Médio só poderão participar como treineiros. O resultado não servirá para participar de programas de acesso ao ensino superior, como o ProUni.

A nota do exame pode ser usada para participar de programas como o Sisu, que disponibiliza vagas em universidades públicas participantes; o ProUni, que oferece bolsas em instituições privadas; e o Sisutec, para vagas gratuitas em cursos técnicos. O Enem é também pré-requisito para firmar contratos pelo Fies e para a obtenção de bolsas de intercâmbio pelo programa Ciência sem Fronteiras.

Mais do que ter foco nos estudos, o nervosismo, a ansiedade e a tensão devem ser controlados para se fazer uma boa prova, na opinião do professor Bruno Fernandes Carvalho, do pré-vestibular comunitário Invest. “Leiam com atenção os enunciados e resolvam as questões com calma. Como diz o ditado: “A pressa é inimiga da perfeição!”, orienta.

Clique na imagem para ver o infográfico completo sobre as dicas do EnemArte%3A O Dia Online


Leveza e administração do tempo

João Pedro Maciel Schlaepfer, de 20 anos, conquistou a nota 1000 na redação do Enem do ano passado, e considera que ter passado por outros vestibulares o ajudou a conseguir a nota máxima. Hoje, ele é aluno do curso de Letras da PUC-Rio. Antes de decidir mudar para Letras, João havia começado Geografia. “Eu acredito que o fato de ter feito uma certa quantidade de vestibulares antes me ajudou bastante para conseguir essa nota, seja na administração do tempo, no controle do nervosismo ou em relação ao lugar que escolhi para sentar na sala”, disse.

João Pedro tirou 10 na redação%3A é importante estar bem tranquiloFabio Gonçalves / Agência O Dia

A receita para um bom desempenho, segundo João Pedro, é manter a tranquilidade. “Quanto mais relaxados estamos, mais naturalmente podemos agir, eu acredito. O nervosismo muitas vezes acaba se transformando em um bloqueio criativo”, disse.
Quanto à redação, em específico, João diz que é importante esquematizar a ideia antes de sair escrevendo. “Pensei sobre o tema, organizei e estruturei a linha central do texto para só então começar a passar para o papel”, contou.

Ainda de acordo com o estudante, um diferencial para ele foi administrar o tempo com leveza, saindo da sala algumas vezes para arejar a cabeça. “É importante evitar a sensação de que a você está lá apenas para se livrar da prova, não para realizá-la da melhor maneira possível”, garante.


Estudar e planejar atividades com muito equilíbrio

Pais que se preocupam com o tempo que os filhos passam na internet devem começar a ver a tecnologia como uma aliada dos estudos. Principalmente em relação aos vídeos com conteúdos educativos que funcionam como um complemento das aulas. Blogs e canais no YouTube que dão dicas sobre o Enem são os mais acessados. Um dos canais foi criado pela estudante de Pedagogia Clara Bousada, de 18 anos. A universitária passou para a UFRJ, UERJ mas optou pela PUC que lhe deu bolsa integral por desempenho.

A universitária decidiu dividir sua rotina de estudo na época do Ensino Médio para quem está concluindo o curso. “O mais importante é não se desesperar tentando estudar tudo ao mesmo tempo. Tem que ter tempo para descansar”, aconselha Clara, que à época das provas, começou a fazer ioga para relaxar. “Não adianta entrar em um milhão de cursos. Mas também não é legal abrir mão de tudo que te dá prazer. O legal é equilibrar o estudo com uma atividade como ir na academia, praticar um esporte que o faça esquecer do estudo por algumas horas”, diz. Outra dica é separar uma pasta para guardar documentos do Enem.


Colaborou Amanda Prado

Últimas de Rio De Janeiro