Polícia prende médico de hospital que funcionava sem licença ambiental

Paulo Henrique Ribeiro Bloise é responsável pelo Amparo Feminino, no Rio Comprido

Por O Dia

Rio - Agentes da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) prenderam na tarde de terça-feira Paulo Henrique Ribeiro Bloise, médico responsável pelo Hospital Amparo Feminino, no Rio Comprido. O local estava funcionando sem licença ambiental. De acordo com os agentes, os resíduos hospitalares eram coletados pela empresa Resíduos All de Copacabana Serviços e Esterilização, localizada em Ramos, que também estaria funcionando irregularmente.

Na sede da empresa, os policiais constataram acúmulo irregular de resíduos hospitalares e falta de licença ambiental. O proprietário João Roberto Pacheco Germano foi preso e responderá pelos crimes de poluição de solo e falta de licenciamentos.

Últimas de Rio De Janeiro