Rodovias têm esquema especial para motoristas que deixam o Rio no feriadão

Cerca de 730 mil veículos devem passar pela Ponte Rio-Niterói no período. Dutra, que leva à Aparecida, devem passar 190 mil

Por O Dia

Rio - As rodovias que cortam o Rio têm esquema especial a partir desta sexta-feira para receber os milhares de motoristas que vão deixar a cidade para curtir o feriadão de Nossa Senhora Aparecida. Bastante acessada, a Ponte Rio-Niterói deve receber cerca de 730 mil veículos durante todo o período. Somente hoje, 91 mil devem passar pela rodovia em direção a Região dos Lagos. 

Na Dutra, rodovia que leva ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, a concessionária intensificou a orientação de motoristas e dos romeiros que seguirão a pé para a Basílica da padroeira do Brasil através do acostamento. A intenção é evitar acidentes envolvendo veículos e fiéis na via.

Devem deixar o Rio de Janeiro pela Via Dutra cerca de 190 mil veículos, entre a 0h de sexta-feira (9/10) e a 0h de sábado (10/10). Os horários de pico de saída do Rio será na sexta-feira, das 14h às 20h, com 6 mil veículos por hora, e sábado, das 7h às 13h, também com previsão de 6 mil veículos/hora. Na volta, o período de pico será de 16h às 20h de segunda-feira.

Os motoristas também devem ficar atentos aos trechos em obras em Nova Iguaçu, Itatiaia, Barra Mansa e Angra dos Reis. A Via Dutra contará com mais de 100 viaturas e 500 profissionais durante o feriadão. Entre eles, médicos, agentes de atendimento pré-hospitalar e equipes de emergência, que estarão 24 horas à disposição, em regime de revezamento, distribuídos em 11 bases operacionais.

Na Ponte Rio-Niterói, equipes de atendimento médico e mecânico da Ecoponte também vão atuar em esquema de plantão. A concessionária orienta os motoristas a conferirem as condições dos veículos antes de viajar e também as condições dos pneus.

Em caso de pane mecânica na rodovia, o motorista deve parar o veículo na faixa da direita, ligar o pisca alerta, sair pelo lado do carona e permanecer 20 metros à frente do automóvel, com a atenção voltada para o fluxo de veículos. A Ponte Rio-Niterói é monitorada 24h e as equipes são imediatamente acionadas em eventualidades.

Após sair da Ponte, o motorista que segue para a Região dos Lagos ou Norte do estado ainda precisa enfrentar a BR-101, que também montou um esquema para o feriadão. Há reforço no atendimento de socorro mecânico e médico com mais de 200 profissionais e a Autopista Fluminense, que administra a rodovia, estima que mais de 102 mil veículos utilizem o trecho no período.

Painéis de mensagens, fixos e móveis, vão informar os usuários sobre as condições da rodovia. Guinchos leves, veículos de inspeção, caminhão de combate a incêndio, equipe e viaturas de apreensão de animais e 11 ambulâncias, sendo sete unidades de resgates e quatro UTIs, atuarão no auxílio às equipes. Sete bases operacionais estão à disposição dos motoristas ao longo do trecho, com banheiros e fraldários.

Já na BR-040, que liga Rio de Janeiro a Juiz de Fora, a estimativa é que 260 mil veículos utilizem o trecho concessionado pela Concer. Os horários de pico no período devem ocorrer na sexta-feira, entre 10h e meio-dia e de 16h às 19h, e na segunda, a partir de 14h.

A concessionária lembra que a restrição ao tráfego de caminhões e carretas com três eixos ou mais na pista de subida da Serra de Petrópolis vai vigorar na sexta-feira (das 16h às 22h), no sábado (das 8h às 14h) e no domingo (por ser véspera de feriado, das 16h às 22h). O motorista também deve evitar utilizar os trechos após o término da restrição, quando muitos veículos de carga sobem a serra ao mesmo tempo, causando muita lentidão.

Nas três praças de pedágio da Concer que ficam em Duque de Caxias (km 102), Areal (km 45) e Simão Pereira (km 816, em Minas Gerais) o motorista conta com Serviço de Informação ao Usuário, espaço climatizado que oferece água gelada, café, banheiros e atendentes treinados que fornecem informações em geral sobre a rodovia. O serviço funciona 24 horas por dia, 7 dias na semana. O motorista deve redobrar a atenção com trechos em obras, principalmente ao longo da descida da Serra de Petrópolis, que passa por intervenções para a construção da Nova Subida da Serra, com vários pontos em meia pista ou com acostamentos bloqueados.

Rio-Teresópolis estima que cerca de 120 mil veículos passem pela via e serão disponibilizados 'papa-filas' na praça principal de pedágio em Bongaba, em Magé, nos horários de maior fluxo. As obras na rodovia serão suspensas para melhor o trânsito durante o feriadão. Segundo a CRT, que administra a rodovia, seis viaturas de inspeção, sete guinchos sendo quatro leves, um pesado e dois superpesados, três carros resgate, uma UTI móvel e uma ambulância estarão de prontidão.

A concessionária também pede atenção com as crianças ao longo da rodovia pois, como acontece no dia de Cosme e Damião, o Dia da Criança, também comemorado no dia 12, existe a distribuição de doces e brinquedos. Os motoristas devem fazer a distribuição em locais seguros, fora dos acostamentos, a fim de evitar acidentes.

Últimas de _legado_O Dia 24 Horas