Macaé abre em média 1,3 mil empregos por mês

Só esta semana são 630 em empresa offshore

Por O Dia

Rio - Uma empresa da indústria offshore de petróleo e gás em Macaé está com 630 vagas de emprego abertas esta semana. Os interessados podem procurar a Secretaria Municipal de Trabalho e Renda a partir de hoje. Não é necessário ter experiência, mas formação específica para as profissões oferecidas. Só para a área de caldeireiro são 100 vagas e para carpinteiro/marceneiro, 60. A divulgação de novas vagas, que atrai cada vez mais trabalhadores a Macaé e ajuda a provocar problemas de cidade grande, não assusta a prefeitura.

“Somos uma cidade cosmopolita. Não podemos colocar um cadeado na porta da cidade. Macaé não é um município provinciano. É uma cidade grande, para o bem e para o mal”, disse ao DIA o prefeito, Dr. Aluizio (PV). Segundo ele, em média, o município, de 250 mil habitantes, oferece 1,3 mil oportunidades de trabalho por mês. “São empregos qualificados, a maioria ligada direta ou indiretamente às atividades da indústria de petróleo e gás.”

Na Central do Trabalhador de Macaé%2C outras 1.028 vagas são oferecidas este mês%2C segundo a prefeituraDivulgação

O secretário de Trabalho e Renda, Alexandre Fernandes, explica que o trabalho com as empresas é realizado em parceria com o Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social (Fumdec) e a Subsecretaria de Indústria e Comércio.

“Esta ação já era realizada pela secretaria anteriormente. No entanto, percebemos a grande demanda de vagas na área offshore e, por isso, intensificamos o nosso relacionamento com as empresas de petróleo e gás. Muitas delas, sabendo do trabalho desenvolvido por nossa equipe, procura a secretaria voluntariamente para oferecer suas vagas”, explica o secretário.

Fernandes destaca ainda que, atualmente, a Central do Trabalhador de Macaé (CTM) oferece mais 1.028 vagas de trabalho em outras áreas e que a secretaria é o órgão oficial de recrutamento de pessoas que estão em busca de um emprego na cidade.

Os interessados em se cadastrar para uma das vagas devem procurar a CTM, localizada no Centro da cidade, levando documentos originais (carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho e ainda um currículo atualizado). O horário de atendimento ao público é das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira.

Município qualifica moradores para outras atividades

Não é apenas na área de petróleo e gás que Macaé oferece oportunidades. A prefeitura garante que cerca de 80% dos alunos capacitados pelo Centro de Educação Tecnológica e Profissional (Cetep) ingressam no mercado de trabalho. São vagas que vão de auxiliar administrativo a costureira e garçom.

“Desde 2013, todos os cursos passaram a ter carga horária mínima de 120 horas, atendendo à exigência do MEC para capacitações de iniciação. Com isso, a procura das empresas junto à Secretaria de Trabalho e Renda por profissionais habilitados pelo Cetep tem aumentado consideravelmente”, disse o diretor-presidente do Cetep, Lenilson Guimarães.

A manicure Silvana Cordeiro, 33 anos, foi uma das 800 pessoas que receberam, na noite da última quinta-feira, o certificado do curso de qualificação realizado no Cetep este mês. “O curso foi essencial para ter uma profissão. Já estou fazendo a unha de algumas clientes na minha casa”, disse a moradora do bairro Engenho da Praia.

?Salto positivo na geração de empregos

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, Macaé subiu para a terceira colocação em criação de empregos no estado no mês de junho. Foram 632 postos de trabalho, perdendo apenas para Campos dos Goytacazes (1.402) e Rio de Janeiro (3.244).

A cidade ficou à frente de outras da Região Metropolitana, como Nova Iguaçu (385) e São Gonçalo (151). O estado registrou um saldo de 5.390 empregos com carteira assinada, o que representa a diferença entre contratações e demissões. O desempenho equivale a um aumento de 0,14% em relação ao mês anterior.

?A redação-móvel do DIA circula pelo Estado do Rio em um Fiorino da Fiat

Últimas de _legado_O Dia no Estado