Chineses são resgatados de trabalho escravo em pastelarias

Fiscais apreenderam ainda alimentos vencidos e encontraram irregularidades em documentos dos estabelecimentos

Por O Dia

Rio - Após denúncias de trabalho escravo em duas pastelarias na Vila da Penha, Zona Norte, o Procon Estadual e o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) resgataram quatro chineses em situação irregular nos estabelecimentos. Em um dos locais, eles detectaram que um casal estavam com a documentação vencida. 

Além dos profissionais em má condição de trabalho, os agentes encontraram ainda em um dos restaurantes, localizado na Avenida Vicente de Carvalho, 20 litros de refresco feito com água sem comprovação e a ausência de certificados de dedetização e do alvará do Corpo de Bombeiros.

Já em outra pastelaria da mesma rua, os agentes apreenderam 2,5 kg de costela suína e 2,3 kg de osso buco suíno que estavam vencidos. Além disso, 500 g de requeijão, 3kg de carnes e 300g de frios estavam vencidos. A lixeira da cozinha estava sem tampa e o ralo não eram sinfonado. Os ficais determinaram ainda a retirada dos três botijões de gás que estavam estocados e um botijão engatado no fogão, pois contrariavam o laudo de exigências do Corpo de Bombeiros, que proibia o uso de gás.

Últimas de Rio De Janeiro