Escolas estão fechadas após confrontos no Morro da Providência

Cinco suspeitos e um sargento do Bope morreram devido aos intensos confrontos. Dois policiais e um suspeito ficaram feridos

Por O Dia

Rio - Escolas municipais localizadas próximo ao Morro da Providência, na Gamboa, Região Portuária do Rio, não estão funcionando, nesta manhã. A favela foi palco de um verdadeiro cenário de guerra na noite desta quinta e madrugada desta sexta-feira. Cinco suspeitos e um sargento do Batalhão de Operações Especiais (Bope) morreram devido a intensos confrontos. Além disso, dois policiais e um suspeito ficaram feridos. Uma operação policial é realizada na favela comunidade nesta manhã.

LEIA MAIS:Cinco policiais foram baleados nesta quinta-feira no Rio; dois morreram

Em função disso, de acordo com a Secretaria Municipal de Educação, duas escolas, uma creche e um Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) estão fechados na região da Providência. Estas unidades escolares atendem a 975 alunos no turno da manhã. Nas escolas da rede estadual, também não há aulas, no entanto, o motivo é outro. O Colégio Estadual Reverendo Hugh Clarence Tucker e o Caic Joaquim José da Silva Xavier – Tiradentes fazem parte do conjunto de escolas ocupadas por alunos que protestam por problemas na educação estadual.

CONFRONTOS NA PROVIDÊNCIA

O Morro da Providência registrou ao menos três confrontos entre a noite de ontem e a madrugada desta sexta. Os tiroteios começaram durante uma operação de inteligência realizada por agentes do Bope. Policiais que estavam em uma viatura descaracterizada, na Rua Barão de Gamboa, foram atacados por um grupo de criminosos armados.

Houve confronto e três policiais foram baleados. Eles foram socorridos para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na Zona Norte da cidade, mas o sargento, cuja identificação ainda é desconhecida, não resistiu aos ferimentos e morreu. Outros dois agentes seguem internados na unidade e não correm risco de morte.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, após o confronto, três criminosos foram encontrados mortos na favela. Foram apreendidas três pistolas, sendo duas 9mm e uma calibre .40.

Em outros pontos da comunidade, policiais que participavam da ação de inteligência foram alvo de bandidos. Na parte alta, próximo à escadaria, cinco homens em atitude suspeita deram início a um confronto quando policiais se aproximaram para uma abordagem. Após buscas na região, um criminoso foi encontrado morto. Com ele, foi apreendida uma pistola 9mm.

Ainda durante buscas na comunidade, policiais flagraram criminosos armados na linha férrea. Houve novo confronto e os bandidos fugiram. Os policiais realizaram vasculhamento na região e acharam um suspeito morto e outro com ferimento na perna. Este foi socorrido ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro. Nessa terceira ação, foram apreendidas duas pistolas, sendo uma 9mm e uma .40.

Últimas de Rio De Janeiro