Ministério Público denuncia quatro por morte de jovem na Linha Amarela

Acusados participaram da abordagem ao carro em que Ana Beatriz Frade estava quando foi morta com tiro na cabeça

Por O Dia

Ana Beatriz Frade morreu baleada na cabeça Reprodução Instragram

Rio - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou quatro acusados pela morte de Ana Beatriz Frade, de 17 anos, durante um arrastão em um dos acessos da Linha Amarela, que ligas às zonas Norte e Oeste da cidade.

A jovem estava na cidade para passar o Dia das Mães com a família e morreu um dia antes da comemoração. 

A 23ª Promotoria de Investigação Penal da 1ª Central de Inquéritos ofereceu a denúncia contra Douglas Paiva Santos Ventura da Silva, Jefferson de Paiva Campos da Cruz, Victor Hugo dos Santos Correia e Gustavo Pedrosa Barros.

Os quatro denunciados vão responder pelos crimes de latrocínio e formação de quadrilha. Um menor de idade também foi apreendido durante as investigações.

Segundo a denúncia, os réus armados abordaram o carro em que Ana Beatriz estava. O padrasto da menina, que conduzia o veículo, acelerou, tentando fugir. Na sequência, Douglas disparou, atingindo a adolescente.

LEIA MAIS

Polícia prende quinto suspeito de assassinar jovem na Linha Amarela

Adolescente morre após ser baleada em arrastão perto da Linha Amarela

Padrasto de jovem morta em arrastão com tiro na cabeça está em choque

Últimas de Rio De Janeiro