PGR recomenda que STF continue investigação contra Pedro Paulo

Ex-secretário executivo da prefeitura, o deputado federal é acusado de agredir sua ex-mulher, Alexandra Marcondes

Por O Dia

Procuradoria recomenda que STF continue investigações contra Pedro PauloSeverino Silva / Agência O Dia

Rio - A Procuradoria Geral da República (PGR) recomendou, nesta terça-feira, que o Supremo Tribunal Federal (STF) continue com as investigações contra o ex-secretário executivo da prefeitura, o deputado federal Pedro Paulo Carvalho (PMDB), suspeito de agredir a ex-mulher, Alexandra Marcondes. Os ataques teriam acontecido em fevereiro de 2010.

O delegado da Polícia Federal de Brasília, Luciano Soares Leitro, tinha recomendado que o inquérito fosse arquivado, mas o procurador Rodrigo Janot afirmou que o médico que fez o exame de perícia em Alexandra seja ouvido em depoimento. Quem decidirá se as investigações contra o candidato à prefeitura do Rio vão continuar será o ministro Luiz Fux.

Relembre o caso

Alexandra prestou depoimento à Polícia Federal no dia 11 de abril em Brasília e contou uma deu uma nova versão para o episódio. Agora, ela contou que teve uma discussão com Pedro Paulo e, segundo diz, chegou “a bater nele com a mão, desferindo tapas”. O delegado perguntou se houve agressão do deputado. Alexandra respondeu que não, “ele apenas se defendia me empurrando muitas vezes e cheguei a cair”. Ela disse que se machucou, mas ainda deu “tapas nas costas” do marido, que tentava sair.

LEIA MAIS

Delegado sugere o fim de investigação sobre Pedro Paulo

?Pedro Paulo deixa secretaria para disputar prefeitura

Na versão de 2010, Alexandra disse na delegacia da Polícia Civil que levou “socos e chutes” de Pedro Paulo após questioná-lo sobre fios de cabelos e sutiã que seriam de mulher.

Últimas de Rio De Janeiro