Marcelo Freixo quer cortar dez secretarias

Candidato do Psol usou a crise econômica do país para justificar os cortes que, segundo ele, são imprescindíveis atualmente

Por O Dia

Rio - Marcelo Freixo prometeu, ontem pela manhã, durante um debate no Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), enxugar a máquina da prefeitura e cortar dez das 26 secretarias municipais se for eleito, numa resposta a Marcelo Crivella, que o acusa de não ter compromisso com o controle de gastos públicos.

“Vamos reduzir das 26 secretarias para 16, fundindo algumas. É o caso da Casa Civil e da Coordenação de Governo, que viram a Secretaria de Planejamento. Saneamento pode virar uma subsecretaria, incluída à pasta do Meio Ambiente. Obras e Conservação, por exemplo, podem ser uma secretaria só”, disse Marcelo Freixo.

O candidato do Psol usou a crise econômica do país para justificar os cortes que, segundo ele, são imprescindíveis atualmente.

“É preciso enxugar porque estamos num momento de crise, e fazer a máquina funcionar melhor, com inteligência. O norte é ter mais transparência, com gabinete virtual, disponibilização de dados à população, e uma gestão ouvindo os moradores. Com a participação de quem vive a realidade dos bairros, você gasta melhor”, disse.

Últimas de Rio De Janeiro