Crianças sofrem queimaduras em acidente com caminhão na Sapucaí

Integrantes da Unidos de Padre Miguel foram atingidos por produto liberado por caminhão na dispersão

Por O Dia

Rio - Quatro integrantes da escola de samba Unidos de Padre Miguel, entre eles duas crianças, ficaram feridos após serem atingidos por um produto liberado por um caminhão da Comlurb, na madrugada deste domingo, após o desfile da agremiação na Marquês de Sapucaí. O veículo, que fazia a coleta de lixo na dispersão do Sambódromo, teve a mangueira estourada com respingos de óleo, que atingiram os integrantes que estavam próximos.

A presidente da ala das crianças, Janaína Daniela Augusto, duas crianças e um outro adulto, não identificado, sofreram queimaduras leves pelo corpo. De acordo com a assessoria da Unidos de Padre Miguel, os integrantes da ala tiravam as fantasias na dispersão, quando a mangueira do caminhão estourou. Devido à pressão, o óleo que estava no interior da mangueira atingiu os componentes.

Ainda segundo a assessoria, todos foram atendidos no posto de saúde do Sambódromo, mas apenas duas pessoas foram encaminhadas para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro.

A Secretaria Municipal de Saúde, em nota, disse que as queimaduras foram leves, de primeiro grau. Segundo a pasta, as duas pessoas foram atendidas no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) da unidade e logo depois liberadas.

Segundo a Comlurb, a frota é terceirizada e os representantes da CS Brasil, que acompanham a operação de remoção de resíduos no Sambódromo, apoiaram todo o processo indo ao hospital e conversando pessoalmente com as vítimas e familiares. A empresa está dando todo suporte e assistência necessários às vítimas.

Reportagem da estagiária Marina Cardoso

Últimas de Rio De Janeiro