?Traficantes mortos por PMs em Acari foram atingidos por 11 tiros

Os policiais David Centeno e Fábio Dias foram indiciados por homicídio doloso, quando há intenção de matar

Por O Dia

Rio - Os dois traficantes mortos por policiais militares quando já estavam caídos na frente da escola municipal Daniel Piza, na semana passada, foram atingidos por 11 tiros no total. É o que aponta o laudo cadavérico de ambos anexado ao inquérito policial do caso. Os policiais David Centeno e Fábio Dias foram indiciados por homicídio doloso nesta quinta-feira, ou seja, com intenção de matar.

Júlio Cesar Ferreira de Martins foi atingido por um disparo nas costas, dois no abdômen e outros dois na perna. Já Alexandre dos Santos Albuquerque foi atingido por dois tiros no abdômen, sendo um na altura do estômago, três na perna e outro no quadril.

Os policiais Centeno e Dias aparecem em um vídeo feito por moradores atirando contra os dois homens já imobilizados. Em depoimento, eles alegaram que se sentiram ameaçados. Os dois estão presos preventivamente.

A investigação da morte da menina Maria Eduarda, de 13 anos, ocorrida durante a operação policial em que os traficantes foram executados ainda não foi concluída. No total, no dia do crime, os policiais Dias e Centeno dispararam 22 vezes. Dias afirma que fez somente um disparo: o que acertou o primeiro suspeito já ferido no chão.?

Últimas de Rio De Janeiro