Rio tem Dia D de multivacinação para menores de 15 anos

Postos funcionam hoje, de 8h às 12h

Por O Dia

Rio - A Prefeitura do Rio fará hoje o Dia D de multivacinação, para menores de 15 anos, em todas os Centros de Saúde e Clínicas da Família da cidade. A campanha nacional, que começou na última segunda-feira, segue até a próxima sexta-feira. No Rio, as unidades funcionarão das 8h às 12h. Durante a semana, a imunização será das 8h às 17h.

Todas as vacinas do calendário básico da criança e do adolescentePentavalente, Meningo C, Pneumo 10, Rotavírus, VIP, Tríplice viral, DTP, Tetra viral, Hepatite A, Hepatite B, HPV e Dupla bacteriana estão disponíveis em mais de 200 unidades de atenção primária do Rio.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recomenda que pais e responsáveis levem aos postos a caderneta de vacinação da criança e do adolescente ou algum outro comprovante vacinal. Os documentos são avaliados pelas equipes de saúde e eventuais doses que não tenham sido feitas na época indicada são aplicadas.

O público com indicação para receber a segunda dose da vacina contra a gripe também está contemplado. Para os adolescentes de 9 a 14 anos, estão disponíveis as seguintes vacinas: Tríplice Viral, Dupla adulto, Hepatite B e HPV (específica para as meninas). Para encontrar a unidade de referência, basta acessar o link 'Onde ser atendido' no site da SMS (www.rio.rj.gov.br/web/sms) ou ligar para o 1746, Central de Atendimento ao Cidadão.

Mais da metade das crianças e adolescentes de até 15 anos estão com as cadernetas de vacinação desatualizadas em todo o país. De acordo com o Ministério da Saúde, a cobertura vacinal de 2016 foi a menor nos últimos dez anos. No último levantamento, o órgão apontou que quase um milhão de crianças têm pelo menos uma vacina atrasada. Com esses dados, o governo espera que 47 milhões de pessoas vão aos postos de saúde até o fim da multivacinação.

Uma das maiores preocupações do governo federal é com relação à difteria e sarampo, que já têm casos em países que fazem fronteira com o Brasil. Na Venezuela, foram registrados 332 casos da doença.

 

Últimas de Rio De Janeiro