Fiscais recolhem mais de 70 mil brinquedos irregulares no Rio

Principal falha nos itens apreendidos é a falta do selo de certificação do Inmetro, que garante a qualidade do produto

Por O Dia

Rio - Uma operação do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (Ipem/RJ) finalizada nesta terça-feira, apreendeu mais de 71 mil brinquedos, em bairros da Zona Norte, Zona Oeste, Zona Sul e Centro da cidade. De acordo com o órgão, a operação "Dia das Crianças" teve a finalidade de verificar a procedência dos brinquedos expostos e confirmar se todos seguiam as normas estabelecidas por lei.

Ao todo, foram 150 lojas visitadas pelos fiscais da Diretoria Técnica e 96 mil brinquedos vistoriados, sendo 71.6 mil apreendidos por apresentarem algum tipo de irregularidade. A principal falha encontrada nos itens é a falta do selo do Inmetro.

Todo material recolhido na operação "Dia das Crianças" será incinerado pelo órgãoDivulgação

De acordo com Manoel Rampini Filho, presidente do órgão, todo o cuidado é pouco na hora da compra. Rampini ressalta que algumas observações devem ser feitas pelos responsáveis na hora da compra, como por exemplo, a existência do selo do Inmetro, a identificação do fabricante, do importador e as advertências quanto ao seu uso, que devem estar impressas com letras legíveis e em local de fácil visualização, além de estar em língua portuguesa.

Ele lembra também que os pais devem verificar se o produto comercializado é adequado para a idade da criança, já que alguns brinquedos, mesmo aqueles certificados pelo Inmetro, possuem restrições de uso para determinada faixa etária.

A multa, dependendo da infração ou em caso de reincidência da loja, pode variar de R$ 1 mil até R$ 30 mil. Todo o material recolhido pelos fiscais serão incinerados.

Últimas de Rio De Janeiro