Suspeito morre em tiroteio com a polícia na Rocinha

Confronto entre traficantes e o Batalhão de Choque aconteceu na tarde deste domingo

Por O Dia

Rio - Um suspeito foi baleado e morto em novo tiroteio na Rocinha, na Zona Sul do Rio, na tarde deste domingo. De acordo com a Polícia Militar, agentes do Batalhão de Choque realizavam patrulhamento na localidade conhecida como Valão, por volta das 15h, quando foram surpreendidos por criminosos.

O caso foi registrado na Delegacia de Homicídios (DH) da Capital e, de acordo com a Polícia Civil, os policiais militares envolvidos na ação foram ouvidos e tiveram suas armas apreendidas e encaminhadas para serem periciadas. 

A vítima foi encaminhada para identificação no IML/Centro. Os agentes procuram possíveis testemunhas e imagens de câmeras de segurança instaladas na localidade onde ocorreu o fato que possam ajudar na apuração do caso.

Arma e drogas apreendidas na RocinhaDivulgação

Suspeito de participar de bando de Rogério 157

O homem carregava uma pistola Taurus calibre .9mm, com o número 157 estampado em sua coronha, fazendo referência ao traficante Rogério 157, carregador e munições, além de drogas ainda não contabilizadas.

O suspeito foi encaminhado para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu aos ferimentos.

Fim de semana de tensão 

Suspeito estava com uma arma com a inscrição '157'Divulgação

Neste sábado, um conflito entre policiais do Choque e mototaxistas também deixou o clima tenso na comunidade. Uma perseguição policial deixou um mototaxista gravemente ferido e deu início a uma manifestação de colegas do rapaz na Autoestrada Lagoa Barra, na altura do túnel Zuzu Angel. 

O mototaxista Ederson Andrade Mendes, de 27 anos, segue internado em estado grave no CTI do Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon. Morador da Rocinha, Ederson foi baleado na comunidade na tarde deste sábado, após não parar em abordagem de policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

No sábado, a Polícia Militar havia informado que o mototaxista fugiu da abordagem dos militares e que sofreu acidente de moto. Já familiares de Ederson afirmaram que ele foi alvejado e também atropelado por viatura do Choque.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o hospital informou que ele passou por cirurgia e chegou "com um orifício de entrada e saída na coxa direita", ou seja, perfuração à bala. Ele tem escoriações de queda de moto e seu estado de saúde é grave.

O caso foi registrado na 11ª DP (Rocinha) e a Polícia Civil informou que "as investigações estão em andamento na unidade para apurar os fatos". A vítima, testemunhas e os PMs envolvidos na ação foram ouvidos na unidade policial.


Últimas de Rio De Janeiro