Horto de Cabo Frio abriga espécie rara

Pavonia Alnifolia, da família do algodoeiro, foi encontrada durante as obras de revitalização do local

Por O Dia

Rio - Recém-inaugurado, o Horto Municipal de Cabo Frio tem servido de ponto de encontro para os amantes da natureza. Afinal, abriga grande variedade de plantas, com mais de 12 mil espécies diferentes. Porém, chama realmente a atenção de todos uma preciosidade bastante rara. É a Pavonia Alnifolia, da família Malvaceae, encontrada em áreas de proteção localizadas nos estados do Rio e do Espírito Santo. Quase extinta no Brasil, a Pavonia, como é popularmente conhecida, teve dois pés recentemente descobertos e devidamente identificados.

O olhar atento do coordenador de projetos de sustentabilidade Antonio Angelo permitiu encontrar a PavoniaDivulgação

Da mesma família do algodoeiro, a Pavonia foi encontrada durante as obras de revitalização do local, graças ao olhar atento de Antonio Angelo, coordenador de Projetos de Sustentabilidade da Coordenadoria do Meio Ambiente. Após serem achados os dois pés da planta, aliás, o canteiro onde eles ficam passaram a receber tratamento especial do dedicado servidor.

"O que me chamou à atenção foi a coloração das flores, um pouco mais escuras que as do algodoeiro. Resolvi pesquisar e descobri que era a Pavonia. Inclusive, encontrei a placa que identifica a espécie coberta pela terra e a recoloquei no local para protegê-las", lembra Antonio Angelo.

O coordenador ainda conta que, após descobrir os dois pés da planta, resolveu pesquisar sobre a verdadeira origem da espécie. Segundo ele, as mudas foram doadas por Tereza Kolontai, dona da área onde fica a Reserva Tauá, em Búzios, cidade vizinha de Cabo Frio. Em seguida, elas foram oferecidas ao antigo administrador do Horto Municipal, durante a última gestão do atual prefeito de Cabo Frio Marquinho Mendes. "Depois que mudou a administração municipal, não houve a preocupação devida com os exemplares de uma espécie tão ameaçada", recorda Antonio Angelo.

Um saudável envelhecimento

O Horto Municipal de Cabo Frio acaba de virar sede do projeto 'Horto Atividades', uma parceria entre a Coordenadoria-Geral da Pessoa Idosa (Cogepi) e a Coordenadoria de Meio Ambiente (Cogema). O programa visa o plantio e a produção de mudas de hortaliças e de plantas medicinais por parte dos idosos da cidade.

De acordo com a Cogepi, o novo projeto tem também como objetivo promover ações para evitar o isolamento social dos idosos e ainda garantir um envelhecimento mais ativo e saudável. Atualmente, além do 'Horto Atividades', a Cogepi também oferece aulas de pilates, alongamento e dança, e oficinas de memória, crochê, tricô, feltro e canto coral. Para participar de um dos programas é preciso ter idade igual ou superior a 60 anos.

Últimas de Rio De Janeiro