Palmeiras bate o Coritiba, volta a vencer e sai da lanterna do Brasileiro

Gareca vence a primeira com o time na competição nacional

Por O Dia

São Paulo - Prestes a ver o clube completar 100 anos, na terça-feira, a torcida do Palmeiras ganhou um presente antecipado. O técnico Gareca, então, pode respirar mais aliviado com o primeiro triunfo que conquistou à frente do time no Brasileiro. O Verdão bateu o Coritiba, neste sábado, por 1 a 0, no Pacaembu, e acabou com a sequência de dez jogos sem vencer (eram oito derrotas e dois empates). A vitória faz o Alviverde sair da lanterna e pular para 15ª colocação, com 17 pontos. Para continuar fora da zona da degola, o Palmeiras precisa secar Criciúma, Bahia, Figueirense e Vitória.

O Coxa, com 15 pontos, continua na zona de rebaixamento do Brasileiro. O time ainda pode cair para lanterna. Para isso não acontecer, torce contra Bahia e Vitória.

Na próxima rodada, no sábado, o Palmeiras recebe o Internacional, às 18h30, no Pacaembu. O Coritiba entra em campo no domingo, às 16h, para enfrentar o Atlético-MG no Couto Pereira.

O Palmeiras tomou a iniciativa do jogo e logo ameaçou com chute de Allione. Vanderlei espalmou. O goleiro, porém, nada pôde fazer na jogada de Juninho. Marcelo Oliveira deixou o lateral livre. Ele tocou na saída de Vanderlei e fez 1 a 0 no Pacaembu.

O jogo ficou pegado, com muitas faltas e cartões. Futebol era pouco. Chances de gol então... zero. A torcida só se animou quando o árbitro Marcos Gomes da Penha marcou pênalti em Lúcio, mas voltou atrás após ser avisado pelo bandeira que o zagueiro estava impedido.

No fim do primeiro tempo, Leandro Almeida acertou Mouche por trás e foi expulso diretamente. Na etapa final, mesmo com um homem a mais, o Palmeiras não conseguiu ter tranquilidade. O time não se acertava no ataque e ainda sofria na defesa.

O Coritiba buscava estocadas, mas também encontrava dificuldade em criar. Henrique teve chance de ampliar para o Palmeiras, mas mandou para fora. Em rara chance do Coxa, Elber emendou perto da trave de Fábio. O Coxa pressionou, mas o Verdão se segurou como pôde e voltou a vencer. Um presente antecipado de aniversário de 100 anos do clube.