EDUCAÇÃO DEVE PAGAR 13º EM DEZEMBRO

Por O Dia

Wagner Victer, colunista do DIA
Wagner Victer, colunista do DIA - Márcio Mercante

Em meio à indefinições sobre os pagamentos de salários de grande parte do funcionalismo estadual, pelo menos os 78.685 ativos da Educação e do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) podem ter um fim de ano mais tranquilo. Em entrevista à Coluna, o secretário estadual de Educação, Wagner Victer (foto), confirmou a intenção de pagar o 13º salário em dezembro."Estou trabalhando efetivamente para pagar em dezembro. Venho provisionando os recursos desde o início do ano junto com a Secretaria de Fazenda. Há a expectativa de pagarmos (em dezembro), assim como fizemos no ano passado. A intenção é trabalharmos na mesma linha", adiantou Victer.

No ano passado, os servidores ativos e os agentes do Degase receberam o 13º no dia 28 de dezembro. O pagamento do benefício foi feito com verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

AINDA SEM DATA

Apesar do cenário positivo, o secretário não falou em datas, muito menos se também vai usar recursos do Fundeb para efetuar o pagamento, assim como vem fazendo ao longo deste ano. "O problema é termos esses recursos. É bom lembrar que o estado não recebe nenhum centavo do governo federal para o Fundeb, e ainda bancamos os 92 municípios de todo o estado com ele. Essa verba mal cobre 80% da folha salarial. Por isso, tem um outro planejamento que está sendo feito", contou o secretário, sem dar detalhes.

Victer também preferiu não comentar se o empréstimo de R$2,9 bilhões realizado pelo governo do estado com o banco francês BNP Paribas para sanar as dívidas, vai sair mesmo no dia 27, como estava previsto. O crédito só entra na conta três dias úteis após o contrato entre o estado e a instituição financeira for publicado no Diário Oficial.

"É uma negociação difícil, que envolve uma série de aprovações e garantias. Não é uma liberação de crédito pré-aprovado. Mas o Gustavo é muito experiente e o governador tem muita mobilidade", disse, referindo-se ao secretário estadual de Fazenda, Gustavo Barbosa e ao governador Luiz Fernando Pezão.

Comentários